Talita gantus

Talita é mineira, atualmente residente em Campinas. Cientista por paixão, educadora por inspiração e otimista por natureza. Geóloga pela Universidade Federal de Ouro Preto e mestra em Geociências pela Universidade Federal do Paraná. Atualmente, é doutoranda pela Unicamp, na linha Política e Gestão dos Recursos Naturais, no Instiuto de Geociências. Integra o Grupo de Pesquisa e Ação em Conflitos, Riscos e Impactos Associados a Barragens (CRIAB/Unicamp), atuando no eixo 'Educação & Sociedade'. Professora de geografia no Curso Popular Lélia Gonzalez. Desenvolveu trabalhos de caráter extensionista pelo Grupo de Estudos em Geotecnia (GEGEO/UFPR), atuando em práticas pedagógicas e educativas nas temáticas de riscos em áreas urbanas. Articuladora no Fórum Popular da Natureza. Entusiasta da poesia e da linguagem, acredita que pedagogia crítica e comunicação, combinadas, são importantes ferramentas de mobilização 

antiestruturas de opressão.

Bárbara zambelli

Bárbara é engenheira geóloga (Universidade Federal de Ouro Preto / University College Cork), espeleóloga e comunicadora científica. Desde o início da graduaão, ela se envolveu em estudos sobre o carste, primeiro tecnicamente, mas com uma preocupação crescente em relação às suas implicações sociais, ambientais e políticas. Atualmente ela trabalha como consultora independente e pesquisadora em tópicos relacionados principalmente ao carste (mas não exclusivamente), como espeleologia, hidrogeologia e geomorfologia. Desde 2017, participa como redatora voluntária do blog Geology for Global Development (GfGD), hospedado no site da European Geosciences Union. Em 2020, passou a integrar a Comissão de Geoética da Sociedade Brasileira de Geologia (SBG) e o Early Carrer Scientist Team, da Associação Internacional para Promoção de Geoética (IAPG).

fernanda tolentino

Fernanda é graduada em Engenharia Geológica pela Universidade Federal de Ouro Preto, com período sanduíche na Universidad de Salamanca, Espanha. É mestranda em Engenharia Geotécnica pelo Núcleo de Geotecnia da Universidade Federal de Ouro Preto. Apaixonada pela possibilidade de aliar conhecimentos acadêmicos à melhoria na qualidade de vida da sociedade, sua linha de pesquisa é voltada para avaliação de riscos em comunidades e proposições técnicas de como reduzi-los, criando comunidades mais resilientes. Interessada em fazer a diferença. Profissionalmente, atuou como engenheira geóloga na VLB Engenharia entre 2013 e 2018 e como coordenadora do setor de Geotecnia da multinacional Proyfe Brasil. 

  • a_Ponte
  • iconfinder_social-whatsapp-circle_401733
  • Instagram
  • Twitter
  • Facebook
  • LinkedIn
  • YouTube